Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Ministério das Cidades lançou no ultimo dia (20) um aplicativo que permite gerar a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) diretamente em tablets e smartphones.
A principal novidade é que a ferramenta torna desnecessário ir até ao Detran para validar o documento ou possuir certificado digital. Basta que o usuário tenha a CNH mais recente com código QR impresso na parte interna, emitida desde maio de 2017.
O aplicativo "Carteira Digital de Trânsito (CDT)" gera o documento eletrônico, escaneia o código e realiza a identificação biométrica facial do condutor. As etapas são realizadas junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
De acordo com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o novo método "é uma política pública que em médio e longo prazo vai se tornar desnecessária à impressão da CNH pelo papel, o que vai reduzir custo para o cidadão e do órgão público perante o usuário que o fizer pelo meio digital".

Como utilizar

O aplicativo "Carteira Digital de Trânsito (CDT)" está disponível gratuitamente nas plataformas Android e iOS. Após realizar o download, o condutor receberá um e-mail de confirmação e, com ele, deverá realizar o login na aplicação e clicar em "adicionar documento".
Depois do processo inicial, três opções serão oferecidas: "pelo celular", "com certificado digital" e "sem certificado". Para realizar tudo pelo dispositivo, é necessário clicar em "pelo celular".
Em seguida, o aplicativo seguirá com os procedimentos de segurança, como escanear o código QR, fazer a identificação biométrica de face e solicitar a criação de uma senha. Após cadastrada, a CNH digital não necessitará de sinal de Internet para ser acessada.
Fomte: G1
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.