Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

2553O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prorrogou para o próximo dia 10, a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso, Acre, Maranhão, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Ceará. No Amazonas a prorrogação se estenderá até 14 de dezembro. O calendário nacional previa inicialmente que a imunização encerraria nesta sexta-feira (30), na maior parte do país.

Nesses estados que irão ampliar o prazo da campanha, foram registradas duas situações frequentes: falta de vacina, pois as revendas de produtos agropecuários adquiriram estoques menores, devido às mudanças na dosagem da vacina previstas para o próximo ano, e por problemas nos sistemas informatizados de controle oficial dos estados.

Conforme estimativas da Divisão de Febre Aftosa (Difa) do Mapa, neste ano, devem ser utilizadas 337,7 milhões de doses de vacinas, em 2019, serão 308,2 milhões, reduzindo a 155,1 milhões em 2021.

Com a redução do uso da vacina, a partir de 2019, a economia será de R$ 44 milhões, em 2020 de R$ 102 milhões, em 2021 de R$ 274 milhões e em 2022 de R$ 506 milhões, alcançando quase R$ 1 bilhão, sem contabilizar os gastos com o manejo envolvido na vacinação (mão de obra, cadeia de frio, transporte e outros).

A redução do uso se deve à programação de retirada gradual da vacina, o que está previsto no Plano Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (PNEFA).

Fonte: Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.