Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Devido à quantidade de atoleiros na BR-174/MT, principal eixo no Oeste mato-grossense, a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em Mato Grosso (SR-DNIT/MT), reforçou as equipes em campo para resolver os danos causados pelas intensas chuvas na região.
Como noticiado, caminhoneiros, ônibus de viagens intermunicipal e carros de passeio não estavam conseguindo trafegar pela região com facilidade. Segundo o relato de um motorista de ônibus que faz rota intermunicipal, um caminhão atolou na noite de sexta-feira (1º) e o tráfego ficou bloqueado durante toda a madrugada de sábado (2).
Os trabalhos têm sido realizados nesses trechos não pavimentados da rodovia federal. Entre os pontos críticos, estão os segmentos localizados entre Juruena e a localidade de Tutilândia e entre Tutilândia e Colniza, no extremo noroeste do Estado.
“Identificamos os pontos mais sensíveis para priorizar o reparo da via e estabilizar as condições de tráfego”, explica o superintendente regional do DNIT em Mato Grosso, Orlando Fanaia Machado. Devido ao volume de chuvas, os pontos mais baixos da rodovia acabam sendo alagados, formando atoleiros que prejudicam o tráfego. Além do tratamento dos pontos críticos, as equipes fazem reparos para evitar novos atoleiros.
Uma das intervenções já definidas pelo superintendente é elevar o nível de alguns trechos da rodovia – o que somente poderá ser feito com o fim das chuvas. “Também pretendemos ampliar a capacidade dos bueiros nos pontos com maior risco de atoleiro, mas a solução efetiva é a pavimentação da rodovia”, pondera.
A BR-174/MT é uma rodovia federal de 1.179,30 km de extensão. Os segmentos que demandam mais atenção por parte da SR-DNIT/MT são aqueles não pavimentados, localizados no extremo noroeste de Mato Grosso.
(Com assessoria)
Fonte: OLivre

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.