Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Homem é preso com plantação de maconha no guarda-roupaUm homem que mantinha uma estufa com plantação de maconha dentro de um apartamento de classe média alta da Capital, foi preso em flagrante pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (26). R.L.S.C., 26, assumiu a propriedade das plantas e disse que cultivava a droga para fins medicinais.
Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas após ser flagrado com oito pés de maconha, fertilizantes, drogas sintéticas, uma porção de cocaína, além de vários apetrechos relacionados ao comércio de entorpecentes.
A ação foi desencadeada para dar cumprimento a um mandado de busca e apreensão expedido pela 9ª Vara Especializada de Delitos Tóxicos de Cuiabá. No apartamento de classe média alta, localizado no bairro Centro Sul, os policiais encontraram os pés de maconha em uma estufa que estava dentro do guarda-roupa.
Além das plantas, foram apreendidos no local balança de precisão, um pote com cocaína, três comprimidos de droga sintética, suplemento alimentar sem registro da Anvisa, e um frasco de produto entorpecente psicotrópico de venda controlada.
Em continuidade as buscas, os policiais encontraram na cozinha vários galões de fertilizantes e solução hidropônica, usados em plantios de vegetais.
De acordo com o delegado da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as investigações contra o suspeito continuam, uma vez que ele confessou o cultivo da planta e disse que pretendia fazer o plantio do entorpecente em grande escala, alegando fins medicinais.
“O que causa estranheza é que ele mantinha todos os produtos dentro do apartamento, porém, a grande quantidade fertilizante indicam que ele já faz o cultivo da substância entorpecente em um local muito maior ao que da estufa encontrada”, disse o delegado.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.