Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A diretoria do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira de Mato Grosso (Cipem) se reuniu, na última semana, em Cuiabá, para discutir assuntos relacionados ao setor. Entre os temas, foi debatida a lei aprovada, este ano, pela Assembleia Legislativa, que alterou as regras do Fundo de Transporte e Habitação (Fethab).

De acordo com a assessoria de imprensa do Cipem, o entendimento da diretoria é de que a legislação possui “inconsistências” que podem prejudicar o setor florestal e também os cofres públicos. “A principal delas diz respeito à redação de alguns pontos que descrevem os produtos florestais sob os quais incidirá a cobrança: em alguns há entendimento de bitributação enquanto em outros de isenção. O objetivo é tornar a cobrança justa para todas as operações”, divulgou a assessoria.

De acordo com a publicação, também há uma preocupação com a chamada “triangulação” da produção. Sobre o assunto, o Cipem informou que fará um resumo explicativo que será enviado aos associados, com o objetivo de evitar “possíveis transtornos com o fisco”.

Durante a reunião, os membros da diretoria também informaram que estão acompanhando, ao lado da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), a discussão da proposta de reforma tributária, feita pelo governo estadual. Segundo a assessoria, o objetivo é “evitar que setor seja prejudicado”.

Fonte: Só Notícias (foto: assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.