Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

4 candPDT, DEM, MDB e SD encabeçam as chapas que disputam eleições suplementares às prefeituras de Bom Jesus do Araguaia e Ribeirão Cascalheira. Em 7 de abril, os municípios irão escolher prefeito e vice-prefeito, após processos de cassação dos mandatários eleitos em 2016. Apenas duas candidaturas foram deferidas em cada um dos municípios. Em Bom Jesus do Araguaia, Silvio Dantas (PDT) é candidato a prefeito pela coligação “Deus no Comando, Trabalho e Amor Por Bom Jesus” ao lado de seu vice, pastor Leandro (PSDB). Eles enfrentam o candidato a prefeito Rone do Mureré (DEM) e seu vice, Mansão (PSB), da coligação “Uma Nova História”. Os candidatos foram procurados por telefone para comentar suas plataformas, mas não houve retorno.
Em Ribeirão Cascalheira, Wiser Barbosa Moura (MDB) é candidato de oposição com Nego Xinai (PSB) como candidato a vice-prefeito. Ele foi derrotado em 2016 pelo prefeito cassado Reynaldo Fonseca Diniz (PR). "Agora as possibilidades aumentaram. Até mesmo aquele grupo que saiu vencedor na eleição passada, grande parte dele, cerca de 70%, hoje é meu aliado. O PSB, por exemplo, que era da coligação adversária em 2016, hoje está como meu vice", afirmou.
Wiser disse contar com o apoio de cinco dos nove vereadores do município. “Precisa de um trabalho muito assíduo, mas nossas propostas são mais convincentes e próximas da realidade. Eu sou funcionário do Indea há 28 anos e conheço o município como ninguém”, disse.
Ele ainda criticou a prefeita interina, Luzia Brandão (SD), que disputa a prefeitura ao lado do advogado Antônio de Moraes Pinto Júnior (PP) pela coligação “Unidos Pelo Progresso de Ribeirão Cascalheira”. Em dezembro do ano passado, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) pediu que o Governo do Estado fizesse uma intervenção no município pela falta de prestação de informações financeiras.
“Em oito meses ela nunca entregou um balancete sequer à Câmara. Precisamos buscar a arrecadação de ICMS que acaba sendo inscrita nos municípios vizinhos e equilibrar as contas de Ribeirão Cascalheira”, disse.
A reportagem tentou contato com Luzia. Ela atendeu a ligação e pediu para que fosse feito contato em momento posterior, mas não atendeu às demais tentativas.
Declaração de bens
Todos eles declararam bens ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Silvio Dantas declarou R$ 163 mil, incluindo uma casa avaliada em R$ 150 mil, uma moto Honda NXR Bros 2008 de R$ 5 mil, e um terreno estimado em R$ 8 mil. Rone do Mureré declarou R$ 328 mil em bens. Constam na declaração uma casa avaliada em R$ 150 mil, terras avaliadas em R$ 135 mil, um terreno de R$ 15 mil, além de um Fiat Uno avaliado em R$ 8 mil, uma moto Honda Fan de R$ 5 mil e R$ 15 mil em depósitos bancários.
Já em Ribeirão Cascalheira, o candidato Wiser declarou R$ 215 mil ao TRE divididos entre uma casa avaliada em R$ 150 mil e uma Volkswagen Amarok de R$ 65 mil. A prefeita interina Luzia Brandão informou à Justiça ser dona de uma casa avaliada em R$ 150 mil e de uma moto Biz, avaliada em R$ 2,5 mil.

Fonte:
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.