Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O governo de Mato Grosso fará uma série de ações conjuntas com o Estado de Rondônia na agropecuária, principalmente ligadas à sanidade animal e vegetal focada inicialmente na fiscalização e controle da febre aftosa, já que a vacinação contra a doença será retirada da região de fronteira entre os Estados este ano. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento dividiu o país em 5 blocos e este será o primeiro a suspender a imunização. Todo trabalho será coordenado pela União e pelos Estados, sendo que Mato Grosso aparece no 1º bloco, que divide com Rondônia, e no 5º bloco, que será executado em 2022.
Entre os mercados que pagam mais, no entanto, querem o animal sem vacina, estão os Estados Unidos e grande parte da Ásia. O secretário de estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, explica que os compradores pagam melhor e por isso, exigem mais. “Precisamos trabalhar juntos porque algumas fazendas estão parte em nosso Estado e parte em Rondônia. É impossível gerir a retirada sem a cooperação”.
Miranda esclarece que Mato Grosso está muito tempo sem a doença e precisará se esforçar para conquistar um território sem aftosa e sem vacinação. Mas ele lembra que as barreiras serão mais rígidas e que haverá um isolamento da região que inclui Rondônia, o município de Rondolândia e ainda parte de Juína, Aripuanã e Colniza.
Já para o secretário de estado de Agricultura de Rondônia, Evandro César Padovani, a parceria pode ir além da pecuária e atingir outras cadeias produtivas do agronegócio. Ele afirma que existe o interesse em compartilhar pesquisas e experiências nas áreas de piscicultura, suinocultura e cafeicultura, por exemplo.
Outra vertente é a oferta de assistência técnica aos pequenos produtores na região de fronteira, pois alguns rondonienses estão muito distantes das bases do Estado e o mesmo acontece com os mato-grossenses que estão mais perto de Rondônia, informa a assessoria.
O governador Mauro Mendes assinou, ontem à noite, em Cuiabá, no 2º Reunião dos Fundos Emergenciais para a Saúde Animal, protocolo de intenções com objetivo de fomentar outras cadeias e ainda viabilizar a troca de tecnologia.
 
Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.