O Partido Social Democrático de Mato Grosso realiza no próximo dia 04 de abril, em Cuiabá, o 3º Encontro Estadual de Prefeitos do PSD, com o objetivo de iniciar as discussões para as eleições municipais de 2020. O PSD é atualmente a sigla com o segundo maior número de prefeitos em Mato Grosso. São 25 prefeitos, 21 vice-prefeitos e 268 vereadores.
O encontro, que acontecerá na sede regional do partido, no bairro Santa Rosa, tem a intenção de discutir projetos para ampliar o número de filiados e eleitos, além das próximas eleições municipais. Para isso, pretende lançar o máximo de candidaturas próprias, incluindo em Cuiabá, além de cidades polos, como Várzea Grande, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Barra do Garças, Alta Floresta e Rondonópolis.
Dos 25 prefeitos exercendo o mandado atualmente 16 podem ir à reeleição. Entre os prefeitos do PSD candidatos à reeleição estão Luiz Binotti de Lucas do Rio Verde, Rafael Machado de Campo Novo dos Parecis, Mauro Heisler de Brasnorte e José Lair Zamoner, prefeito de Nova Guarita.
Entre os meses de maio de junho, serão realizadas as assembleias para criação dos diretórios municipais. Hoje a legenda possui apenas comissões municipais provisórias.
“Neste encontro vamos definir o planejamento estratégico para 2019 e 2020. Já estamos trabalhando quadros para as eleições municipais. Junto com os prefeitos, vamos traçar as ações para o próximo pleito, que vem com um diferencial, que é o fim das coligações para proporcional. Mas, também vamos discutir assuntos estratégicos para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso e dos municípios mato-grossenses, como logística, agroindustrialização, qualificação profissional, entre outros assuntos”, explica o presidente do diretório regional do PSD, Carlos Fávaro.
De acordo com as novas regras eleitorais, na eleição do próximo ano entra em vigor a chamada cláusula de barreira, que proíbe as coligações nas proporcionais. As coligações poderão ser feitas apenas para majoritária, isto é, apenas para candidatura a prefeito. Na proporcional, neste caso para vereadores, cada sigla contará apenas com seus próprios candidatos. Com isto, a tendência é que partidos pequenos irão desaparecer.
No encontro de prefeitos do PSD também será feita a apresentação oficial do “Espaço Democrático”, uma iniciativa nacional do PSD criada para debater o desenvolvimento do país. “É fórum de debates das políticas públicas que o partido defende. Um espaço democrático que utiliza modernas ferramentas de comunicação para coletar, discutir e apresentar propostas, ouvindo as demandas da sociedade e buscando o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. Vamos chamar os prefeitos a participares deste iniciativa”, conta o secretário geral do PSD, Stephano Carmo.

fonte: circuitomt.com.br