Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Grêmio finalmente conseguiu impôr seu bom futebol em uma partida da Libertadores e venceu o Libertad por 2 a 0 na noite dessa terça-feira (23). A combinação de uma boa partida no coletivo com os destaques individuais sobressaindo naturalmente, demorou, mas apareceu na competição continental.
Jogando no Defensores del Chaco, o Tricolor fez venceu a primeira fora de casa nessa Liberta e, de quebra, virou o segundo colocado do Grupo H com sete pontos, um a mais do que a Universidad Católica que joga nesta quarta (24) na Argentina contra o Rosario Central. 
CADA UM NA SUA
Enquanto o Libertad não fazia questão de subir suas linhas de marcação, estruturando seu sistema defensivo baseado na compactação e povoar sua intermediária para sair em contra-ataque, o Tricolor era quem tinha a responsabilidade de trabalhar a posse de bola e encontrar um espaço para infiltrar na zaga adversária.
MUITA BOLA, MAS POUCO ESPAÇO
A missão do time de Renato Portaluppi se mostrava bastante dificultada pela atuação segura dos anfitriões. Apesar de ter campo para usar principalmente na lateral esquerda, as chegadas de Bruno Cortez foram bloqueadas e, se o Gumarelo não conseguia ser efetivo na estratégia de sair para pegar a defesa brasileira desatenta, tampouco era acoçado ao ponto de Martín Silva ser exigido de maneira mais aguda até os 20 minutos.
FUROU!
Aos 27, melhorando no confronto na base de passes mais rápidos, finalmente um dos lances trabalhados pelo Imortal encontrou a "brecha" que queria dentro da área onde Everton não perdoou. André fez o trabalho de pivô, Alisson recebeu e, acionando o camisa 11 gremista, acompanhou de perto o atacante tirar toda a marcação paraguaia (inclusive Martín Silva) do lance antes de bater firme no ângulo direito.​
QUASE O SEGUNDO
Saindo em velocidade desde o meio-campo, Jean Pyerre foi passando pela marcação e bateu de bico para forçar Martín a uma importante intervenção.
Alguns minutos depois, foi a vez de Everton ter a oportunidade depois de linda assistência dada por Maicon, mas novamente o goleiro uruguaio foi importante ao fazer uma difícil defesa com o pé.
MANTENDO A BATIDA
O panorama do embate seguia bem parecido como acabou na etapa inicial com o Grêmio escapando da marcação adversária puramente na base da técnica e rapidez na troca de passes além de intensa movimentação. Sem espaço para sair jogando, os paraguaios seguiam tentando apelar para os lançamentos onde erravam constantemente.
APELARAM
 
Enquanto o goleiro Paulo Victor segurava a bola na grande-área gremista, uma garrafa d'água foi lançada da arquibancada do Defensores del Chaco e o arqueiro brasileiro chegou a cair no chão reclamando ter sido atingido. Dois atletas do Libertad tentaram até mesmo tirar o objeto da mão do brasileiro tentando evitar possíveis punições aos Repolleros.
QUASE TIRARAM O 10 E MERECIAM!
Usando o que tem de melhor, a sua habilidade, Jean Pyerre saiu da intermediária limpando três marcadores e tocou com muito capricho de biquinho. Porém, viu a bola encobrir Martín Silva e tocar no travessão antes de ser afastada pela zaga guaraní. Logo depois de entrar no lugar de André, Diego Tardelli também teve sua chance de "entortar" a zaga adversária e bater forte, mas ver o goleiro do Libertad ir bem no lance e fazer a defesa em dois tempos.
QUE CHANCE E QUE DEFESA!
Aos 36 minutos, o time de Assunção finalmente conseguiu elaborar uma oportunidade onde o time gaúcho efetivamente se salvou de levar o tento da igualdade. Após ótimo passe no meio do experiente Óscar Cardozo, Jorge Recalde ficou frente a frente com Paulo Victor e, na batida, o camisa 1 do Tricolor protagonizou uma intervenção espetacular.
RESOLVE, CEBOLINHA!
Aos 38 minutos, Everton ficou com a marcação mais distante e teve espaço para carregar a bola, ganhar na dividida da zaga paraguaia e bater novamente com precisão no alto, longe do alcance de Martín Silva.
PAULO VICTOR! MARTÍN SILVA!
Antes do término da partida, os dois goleiros ainda tiveram tempo para praticar grandes defesas. O arqueiro Tricolor em cabeçada forte de Recalde e o uruguaio em chute de longa distância de Jean Pyerre que ia no ângulo esquerdo de sua meta.

LIBERTAD X GRÊMIO
Local: Defensores del Chaco, Assunção (PAR)
Data-Hora: 23/04/2019 - 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego e Tulio Moreno (ambos VEN)
Cartões amarelos: Matheus Henrique, André, Jean Pyerre (GRE); Lucena, Benítez, Cardozo (LIB)
Gols: Everton, aos 27'/1°T e aos 38'/2°T (0-2)
LIBERTAD: Martín Silva; Iván Piris, Luis Cardozo, José Canale e Ángel Lucena (Jorge Recalde, aos 18'/2°T); Cristian Riveros (Alan Benítez, aos 34'/2°T), Alexander Mejía, Mathías Espinoza, Antonio Bareiro e Edgar Benítez; Óscar Cardozo. Técnico: José Chamot.
GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Michel, no intervalo), Matheus Henrique, Jean Pyerre, Alisson (Pepê, aos 33'/2°T) e Everton; André (Diego Tardelli, aos 31'/2°T). Técnico: Renato Portaluppi.

Fonte: LANCE!
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.