Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Comitê Consultivo lança campanha 'MT contra a Brucelose' em Juína dia 10/07
  Alinhado com as diretrizes estratégicas do Plano Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT), o Comitê Consultivo sobre Brucelose Bovina de Mato Grosso, o qual a Federação Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) faz parte, começou esta semana as primeiras ações da campanha “Mato Grosso contra a Brucelose”.
  A Famato vai percorrer junto com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT) e Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT), 14 municípios do estado entre os dias 1º de julho e 7 de agosto, com o intuito de intensificar o trabalho de educação sanitária, o conhecimento dos produtores rurais e promover melhor qualidade da vacinação contra a brucelose no estado.
  Juína receberá os trabalhos nos dias 09 e 10 de julho.
  “O nosso objetivo é contribuir para a diminuição da prevalência da doença no estado. Incentivar o produtor a desenvolver ações voluntárias de controle a brucelose, como a Vacinação de Cobertura utilizando a vacina RB51 nas novilhas e matrizes antes da estação de monta com a orientação técnica do médico veterinário”, apontou o analista de pecuária da Famato, Marcos de Carvalho.
  As rodadas serão nas 14 regionais em três períodos: manhã, tarde e noite. No período matutino a reunião será com os médicos veterinários autônomos, vespertino com os médicos veterinários oficiais do Indea-MT e noturno com os produtores rurais.
  O trabalho dos membros do comitê consultivo resultou na confecção de três cartilhas orientativas destinadas ao vacinador, ao veterinário e ao produtor rural.
  A cartilha do vacinador será utilizada nos cursos ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) que foram validados por uma Portaria do Indea que prevê a qualificação de novos vacinadores e a atualização dos profissionais que já fizeram o curso.
  Para os médicos veterinários o material será distribuído pelo CRMV-MT e os pecuaristas receberão durante as visitas nas propriedades rurais de Mato Grosso. O Indea estima percorrer mais de 13 mil fazendas em Mato Grosso.
  O trabalho de educação sanitária será mais intenso nas propriedades de pecuária de corte, com ação especifica voltada para as que possuem acima de 200 matrizes. O plano propõe aos produtores rurais uma ação voluntária de vacinação de cobertura utilizando a RB51, o exame e eliminação de matrizes brucelicas, além de cuidados com a movimentação de animais. A ideia é ampliar a proteção do rebanho e reduzir a contaminação das pastagens.
AÇÕES DO COMITÊ – O Comitê, que foi instituído em 2017 por uma portaria do Indea, já apresentou resultados que beneficiam diretamente a agropecuária mato-grossense como, por exemplo, a ampliação do prazo para abate de animais reagentes. O tempo determinado, que era de 30 dias, agora poderá ser feito em até 1 ano, desde que o produtor identifique com o “P” e isole os animais reagentes na propriedade. Ressalta-se que a propriedade não fica interditada, os outros animais têm trânsito livre com a emissão da GTA. 
  Ainda resultado das ações do Comitê está a realização de exames em mais de 10 mil vacas nas 14 regiões do estado, o que serviu para o nivelamento do serviço veterinário oficial, ajustes do sistema do Indea, identificação de vacas reagentes, abates das fêmeas reagentes, ajustes nos procedimentos operacionais padrão de abate das fêmeas, a busca pelo envolvimento do Ministério do Trabalho, entre outras.
  O Comitê é presidido pelo Indea-MT e composto por representantes da Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT); Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT); Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Famato; Acrimat;  Sindicato  das  Indústrias  de  Frigoríficos  do  Estado  de  Mato  Grosso (Sindifrigo); Associação de Frigoríficos de Mato Grosso (Asfrigo-MT); Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Mato Grosso (Sindilat); Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (OCB-MT); Associação Brasileira dos Criadores de Zebu de Mato Grosso (ABCZ-MT); Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT); Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT).  
HISTÓRICO DA DOENÇA EM MT – Um estudo realizado em 2002 demonstrou uma prevalência de brucelose em Mato Grosso de 41,2% de focos e 10,2% de animais. No mesmo ano, o Serviço Veterinário Oficial iniciou as ações preconizadas no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose com implantação do programa de vacinação e ações complementares para diminuir a prevalência da brucelose bovina no estado.
  Em 2014, um segundo estudo analisou novamente a situação da brucelose bovina que revelou uma prevalência de 24% de focos e 5,1% de animais, uma redução significativa em relação ao estudo realizado em 2002. Mas os resultados demonstram valores de prevalências de focos ainda expressivos em todo o estado.
Programação da rodada:
Veterinários autônomos
04/07 - Pontes e Lacerda (8h30 às 11h30)
05/07- Cáceres (8h30 às 11h30)
10/07 – Juína (8h30 às 11h30)
11/07 – Juara (8h30 às 11h30)
16/07 – Confresa (8h30 às 11h30)
18/07 - Água Boa (8h30 às 11h30)
19/07 - Barra do Garças (8h30 às 11h30)
23/07 - Lucas do Rio Verde (8h30 às 11h30)
24/07 – Sinop (8h30 às 11h30)
25/07 - Tangará da Serra (8h30 às 11h30)
30/07 - Alta Floresta (8h30 às 11h30)
01/08 – Matupá (8h30 às 11h30)
06/08 – Rondonópolis (8h30 às 11h30)
Serviço Veterinário Oficial (SVO)
04/07 - Pontes e Lacerda (14h às 17h30)
05/07- Cáceres (14h às 17h30)
10/07 – Juína (14h às 17h30)
11/07 – Juara (14h às 17h30)
16/07 – Confresa (14h às 17h30)
18/07 - Água Boa (14h às 17h30)
19/07 - Barra do Garças (14h às 17h30)
23/07 - Lucas do Rio Verde (14h às 17h30)
24/07 – Sinop (14h30 às 18h)
25/07 - Tangará da Serra (14h às 17h30)
30/07 - Alta Floresta (14h às 17h30)
01/08 – Matupá (14h às 17h30)
06/08 – Rondonópolis (14h às 17h30)
Produtores rurais
03/07 - Pontes e Lacerda (19h30 às 21h30)
05/07 – Cáceres (19h30 às 21h30)
09/07 – Juína (19h30 às 21h30)
10/07 – Juara (19h30 às 21h30)
12/07 – Cuiabá (19h30 às 21h30)
16/07 – Confresa (19h30 às 21h30)
17/07 - Água Boa (19h30 às 21h30)
19/07 - Barra do Garças (19h30 às 21h30)
22/07 - Lucas do Rio Verde (19h30 às 21h30)
23/07 – Sinop (19h30 às 21h30)
25/07 - Tangará da Serra (19h30 às 21h30)
29/07 - Alta Floresta (19h30 às 21h30)
31/07 – Matupá (19h30 às 21h30)

07/08 – Rondonópolis (13h às 16h)
Fonte: Assessiria
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.