Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


Dezenas de funcionários do Consórcio Aterpa JDantas, empresa terceirizada, que presta serviços à Nexa Resources, no município de Aripuanã, procuraram a imprensa local na manhã desta segunda-feira (8), para reclamar sobre questões que envolvem rescisão sem direitos trabalhistas, como remuneração por hora extra e adicional de periculosidade, que segundo os trabalhadores, não foram pagos pela empresa.

O motorista Lucio Antônio Farias, de 59 anos de idade, veio do Rio de Janeiro para trabalhar na empresa terceirizada. Ele é um dos que está inconformado com a situação. “Querem pagar somente a metade do valor, e enquanto não fizerem o acerto por completo, não assino a rescisão contratual para dar baixa na minha carteira de trabalho”, garante.

Paulista de Ilha Solteira, Welington Vilarinho Bicudo, de 30 anos de idade, trabalhou para a empresa como operador central de concreto, e é outro que exige seus direitos. “Fomos informados que o que foi depositado no banco é o que temos para receber, mas não concordamos e estamos reivindicando o que é nosso por direito, que é o acerto calculado de forma correta”, afirma.

Nossa reportagem procurou os responsáveis pelo Consórcio Aterpa JDantas em Aripuanã, mas por hora, eles disseram que não vão comentar sobre o assunto. Já a Nexa disse que se trata de uma questão trabalhista envolvendo a empresa contratante, no caso o Consórcio Aterpa JDantas e seus funcionários. Que irá cobrar esclarecimentos da empesa terceirizada, e que dará todo o apoio necessário aos trabalhadores.

Fonte: TOP NEWS com Radio Navegantes FM


Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.