Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

TV Cidade Verde, após 25 anos no mercado de comunicação, desliga-se de emissora tradicional e lança programação independente para turbinar cobertura


reproduçãoA partir de 1º de setembro, a TV Cidade Verde lançará no ar uma grade de programação completamente independente. Depois de 25 no mercado de comunicação, retransmitindo o sinal do SBT e da BAND, a direção da emissora agora pretende seguir de forma autônoma. São sete emissoras com programação local, ao todo atingindo 105 municípios mato-grossenses, com a segunda maior cobertura em Mato Grosso. “Somos a segunda maior cobertura do Estado e queremos turbinar a nossa audiência”, afirmou Igor Taques, diretor-geral da emissora.
Atualmente retransmitindo a Rede Bandeirantes, a partir de setembro, a rede nacional não estará mais em Mato Grosso.  Uma das razões que motivaram a mudança de postura e, consequentemente, uma autonomia na programação foi após a TV Cidade Verde e a  TV Bandeirantes não renovarem o contrato de retransmissão em Mato Grosso, por motivos de desacordos jurídicos e financeiros da empresa nacional.
No entanto, o diretor-geral garante que esta decisão é positiva, uma vez que a emissora ganha mais autonomia. Igor Taques promete ainda mais novidades com o lançamento da programação independente. “Somos a 2ª maior emissora de Mato Grosso. Resolvemos expandir ainda mais a cobertura via satélite para Colíder, Campo Novo do Parecis, Matupá e Porto Alegre do Norte”. O objetivo da TV Cidade Verde é chegar nos 141 municípios de Mato Grosso até o ano de 2020.
A nova programação divulgada contará com transmissões ao vivo e coberturas especiais. “É sinal de que respeitamos o público mato-grossense e queremos dar à emissora uma identidade comprometida com a nossa gente”, comemora Igor Taques. Na programação divulgada, a emissora incluiu mais debates ao vivo, jornalismo de interesse regional e programa de variedades que, juntos, pretendem atingir uma parcela maior de consumidores.
O novo slogan da TV Cidade Verde abrange programas que serão feitos “Para Nossa Gente” com exclusividade para a população mato-grossense. A nova grade contará com programas de debates da política regional, telejornais abrangentes, transmissões ao vivo e histórias de pessoas que fazem e acontecem no estado.
Para a diretora-presidente do grupo, Fernanda Beccari, a proposta de uma TV independente é ousada. “Meu pai foi fundador da emissora. Teve coragem de partir do zero, mudar de sinal, empreender e ganhar espaço no mercado de comunicação que é profundamente dinâmico e competitivo. Queremos honrar esse espírito empreendedor. Fechamos muitas parcerias, entre elas as agências de notícias internacionais como a francesa Agence France-Presse (AFP), além de programas de culinária, viagens, infantis, séries nacionais e muitas outras novidades que divulgaremos em breve. Por isso tudo, adotamos um novo slogan – Para Nossa Gente”, ressalta.
Entre a programação local, destaque para o Programa do Pop, além de telejornais, entrevistas, programas policial e de variedade. A TV Cidade Verde está no canal 12.1 em Cuiabá, 10 em Juína, 10 em Primavera do Leste, 4.1 em Rondonópolis, 12.1 em Sorriso, 10.1 em Tangará da Serra, 6.1 em Sinop e canal 11.1 em Nova Mutum. As retransmissoras também seguirão o caminho da TV Cidade Verde e entregar uma programação adaptada à linguagem mato-grossense, além de um formato mais próximo de canais por assinatura.
SINAL INDEPENDENTE
A motivação para a mudança de programação foi o fim do contrato de transmissão firmado entre a TV Cidade Verde e a Bandeirantes. Com a crise de 2014, a emissora nacional passou a atrasar repasses, o que motivou cobranças. O grupo de comunicação dirigido por Fernanda Beccari tentou a renegociação amigável e, não havendo composição, ingressou em juízo para receber valores em atraso. Mesmo assim, as duas emissoras mantiveram o diálogo, mas não houve composição definitiva. “Nós fizemos o possível, mas por um compromisso com o bom andamento da empresa, infelizmente fomos obrigados a cobrar a Band, o que resultou numa sentença favorável”, explica Igor Taques.
Não é a primeira vez que a TV Cidade Verde decide mudar o sinal com a grade de programação. Inicialmente, a emissora filiou-se ao SBT. Em seguida, o fundador Luiz Carlos Saraiva Beccari, falecido em 2014, deu uma guinada para afiliar-se à TV Bandeirantes. “Tornamos a emissora financeiramente viável e mais rentável, aumentamos muito a participação de anunciantes da iniciativa privada, o que é fundamental para prosseguirmos de forma independente. Tenho uma responsabilidade com o legado do meu pai e não posso deixar de defender a TV Cidade Verde e as outras empresas do grupo”, finalizou a presidente do grupo de comunicação, Fernanda Beccari.

Fonte: Assessoria

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.