Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Ação policial ocorre após dez dias de críticas de Bolsonaro, que pede "transparência" nas contas

Indignado, Bivar nega ter sido ‘de fachada’ candidata a deputada em Pernambuco
Adicionar legenda
A Polícia Federal cumpre mandado de busca e a apreensão em endereços do deputado Luciano Bivar (PE), presidente do Partido Social Liberal (PSL), ao qual é filiado o presidente Jair Bolsonaro. São nove mandados do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a pedido do Ministério Público Eleitoral

A operação policial ocorre no âmbito de investigações sobre o escândalo de candidaturas “laranjas” do PSL, nas quais o ministro Marcelo Álvaro Antonio (Turismo) também é um dos alvos.

Bivar tem sido alvo de ataques inesperados de Bolsonaro desde a semana passada, quando um jovem eleitor, à saída do Palácio Alvorada, exortou o presidente a segui-lo em uma saudação amistosa ao partido.

Na ocasião, Bolsonaro afirmou que o PSL “já era” e que o presidente do partido estava “queimado”. No mesmo dia, o presidente reuniu às pressas políticos do PSL para assinarem um documento solicitando acesso às contas do partido.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou nesta segunda-feira(14) ao programa “Bastidores do Poder”, da Rádio Bandeirantes, que foi convidada uma hora antes à reunião com o presidente Bolsonaro, para tratar do assunto, uma hora antes. A partir daí, Bolsonaro passou a pedir “mais transparências” nos gastos do PSL.

Fonte:Cláudio Humberto/Diario do Poder
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.