Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou levantamento apontando que o confinamento de gado de corte em Mato Grosso passa de 824 mil cabeças, 19,23% maior se comparado a abril e 10,81% superior ao registrado em outubro do ano passado.
O presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Marco Túlio Duarte Soares, apontou protagonismo da região Sudeste, em relação a quantidade de cabeças confinadas quando comparada com o ano anterior. “Os números mostram aumento no confinamento em 33%, comparando com o ano anterior”, analisou, através da assessoria. Quase 205 mil animais foram confinados cerca de 25% do total.
Em segundo lugar, a região Oeste do Estado com 23,91% do total confinados, cerca de 197 mil cabeças, número 34,91% maior que o ano anterior.
A utilização da estrutura estadual também aumentou quando comparado ao ano passado. A média de utilização da capacidade instalada nas unidades confinadoras do estado está em 92,85%, valor 13% maior que o registrado em 2018.
Em relação a capacidade estática houve queda em relação ao ano passado de 887.720 cabeças – 4,83%. O aumento no uso de estrutura de terceiros (boitel, parcerias, e outras) está diretamente ligado a este fenômeno. No levantamento feito em outubro passado, o valor registrado foi de 32,95%m frente aos 67% de uso de infraestrutura própria.
Já as entregas foram mais intensas no segundo semestre, o que já era esperado, considerando que a arroba tende a ser mais valorizada neste período, como demonstra os preços futuros.
“As exportações estão em ritmo acelerado, principalmente após as habilitações das plantas frigoríficas para envios à China. Foram enviadas 46 mil toneladas em equivalente carcaça em outubro, valor 20% superior em relação à 2018 e o maior da série histórica, que iniciou em 1996. Somente a China adquiriu 28,58% deste volume; resumindo: o aumento de animais confinados e a utilização da capacidade estática demonstram o maior uso deste sistema de engorda e tecnificação dos produtores neste ano”, avaliou o gerente de Relações Institucionais da Acrimat, Nilton Mesquita.
Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.