Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A empresa Selo Verde Empreendimentos Imobiliários e Participações Ltda, que pertence à família da prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PL), arrematou, por R$ 36,1 milhões, as 3 fazendas do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. A terceira etapa do leilão, que se encerrou na última sexta-feira (8), tinha as fazendas Serra Dourada II, Lagoa Dourada e Lagoa Dourada I, situadas em Peixoto de Azevedo, em lote único com o valor mínimo de R$ 23 milhões, 50% da avaliação inicial que fixou os bens em R$ 46 milhões.
“Compramos porque achamos que era um bom negócio para a empresa da família. E é importante deixar claro que isso foi uma transação comercial particular da empresa da minha família. Isso não tem nada a ver com a minha vida pública”, disse a prefeita ao jornal A Gazeta.
Segundo Martinelli, o objetivo da empresa é utilizar as fazendas para plantio de soja, já que a família já vem atuando no ramo da agropecuária. O arremate ocorreu após 136 lances, sendo que a empresa da prefeita chegou a dar mais de 10 lances para cobrir o valor ofertado pelos demais concorrentes. Para a aquisição das três áreas, a família da prefeita se desfez da Fazenda Santa Ana em Lucas do Rio Verde para adquirir as fazendas do ex-governador.
“Estava em um preço bom e decidimos comprar com o recurso de uma propriedade que vendemos e vamos pagar as parcelas com esses recursos”, explicou. De acordo com a Justiça, os compradores terão até 60 meses, ou seja, 5 anos, para pagar os imóveis, além da entrada que ficou fixada em 15% do valor total.
Questionada sobre o risco da região, já que as áreas tiveram duas grandes invasões em 2017, logo após a homologação do acordo de delação de Silval e veiculação na mídia, a prefeita disse que as fazendas já foram desocupadas. “Nós compramos essas fazendas do Tribunal de Justiça. E eles garantiram que os imóveis estão desocupados, com escritura, tudo dentro da lei”, afirmou.
Os valores adquiridos nas 3 etapas do leilão dos bens do ex-governador Silval Barbosa serão encaminhados ao Fundo Penitenciário Estadual para utilização específica na reestruturação do sistema prisional, conforme determinou o juiz Leonardo Pitaluga, da Vara de Execução Penal.

Gazeta Digital/Pablo Rodrigo (foto: Só Notícias/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.