Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O criminoso passou mais de 24h foragindo da PM. Ele estava com um arsenal de armas e munições.

Geraldo Rodrigues Filho, autor de um duplo homicídio em Peixoto de Azevedo (a 673 km  de Cuiabá), foi morto ao entrar em confronto com a PM, na BR-163, já próximo da divisa com o Estado do Pará, no final da tarde de segunda-feira (30).
Ele assassinou dois homens na véspera de Natal, a tiros. Conforme a PM, um desacordo comercial motivou o crime.
Conforme boletim de ocorrência, Geraldo entrou em confronto com militares no dia (29), em Peixoto. Houve intensa troca de tiros e ele conseguiu se esconder em uma região de mata. Por volta das 3h ele novamente atacou os policiais, que faziam o cerco no local e, outra vez conseguiu fugir.
Pela manhã, a PM recebeu apoio de um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) nas buscas ao criminoso. Durante a varredura, a PM recebeu informações de que um homem com as características do assassino havia comprado uma corda em Guarantã do Norte, em um comércio, sem tirar o capacete.
RepórterMT/PMMT
Geraldo Rodrigues Filho
Geraldo morreu com um revólver na mão, em confronto.
Os policiais então intensificaram as buscas pela região e conseguiram localizar o criminoso na BR-163. Ele seguia sentido ao Estado do Pará, quando foi interceptado.
Mais uma vez houve intensa troca de tiros. O confronto só terminou após Geraldo ser atingido e morrer às margens da rodovia, próximo da moto que pilotava.
O assassino morreu com um revólver calibre 38 na mão. A arma estava com 7 munições deflagradas e ele ainda tinha 11 munições da mesma arma no bolso.
Uma sacola amarrada na garupa da moto ainda continha uma espingarda calibre 12 com 18 munições, facas, colete a prova de balas, rede, lanterna e outros apetrechos.
O caso foi registrado pela PM na delegacia da cidade e passa a ser investigado pela Polícia Civil.


Fonte:RepórterMT/PMMT



Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.