Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A decisão da diretoria do clube foi anunciada nesta quarta-feira (22), após o time ser alvo de protesto e perder patrocinadores.


RepórterMT/Reprodução
Depois da pressão popular e de patrocinadores, a diretoria do Operário Várzea-grandense decidiu que não irá contratar o goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza.

A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (22). Veja o informativo do clube esportivo no final da matéria

O clube foi alvo de protesto na noite de terça-feira (22), em seu jogo de estreia pelo campeonato Mato-Grossense, no Estádio Dito Souza, em Várzea Grande. Dezenas de mulheres e homens se manifestaram na porta do estádio, aos gritos de Bruno não: “Meu ídolo não é feminicida. Respeitem as mulheres. Operário sim, assassino, não”, entre outros dizeres.

No último domingo (19), foi criado um grupo no WhatsApp intitulado “Bruno não”, para organizar a população e promover atos contra a vinda do ex-goleiro do Flamengo.

Além disso, desde o final de semana, imagens circulam nas redes sociais, em que aparece o clube com a estampa de “Vergonha da Fronteira”, fazendo trocadilho com o apelido do time que é “Chicote da Fronteira”.

Essa onda contrária já fez empresas como o Sicredi e a Eletromóveis Martinello retirarem suas marcas da camiseta do clube.

Bruno Fernandes foi condenado pela morte da mãe do seu filho Eliza Samudio. Ele foi preso em 2010 e sentenciado em 2013 por homicídio triplamente qualificado. Em menos de dois anos foi transferido para o regime semiaberto.

Veja abaixo o comunicado emitido pelo time
comunicado operario
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.