Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Os empresários do agronegócio de Mato Grosso estão investindo em seus negócios e buscaram recursos durante o ano de 2019. De acordo com dados do Banco Central (Bacen), o Estado tomou R$ 5,29 bilhões de investimentos agropecuários de janeiro a outubro. Significa 12% do total disponibilizado em todo o País, que é de R$ 41,43 bilhões.
O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, reforça a orientação do Governo do Estado de atender aos empresários da área rural para o crescimento e desenvolvimento de Mato Grosso.
“Estamos atentos às demandas do empresariado local e de fora do Estado que busca investir aqui e seguimos o planejamento do governador Mauro Mendes, que é desburocratizar e dar transparência e agilidade aos processos”, explica.
Os agricultores e pecuaristas acessaram especialmente o FCO Rural, recurso do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO). A previsão orçamentária anual é de R$ 1,6 bilhão e foram contratados até outubro R$ 1,2 bilhão. Deste montante, R$ 644 milhões são para projetos de agricultura e R$ 633 milhões para projetos de pecuária.
Em relação aos desembolsos, 33,3% foram para maquinários, 26,5% para investimentos em bovinocultura de cortes e 10,8% em armazéns. Houve investimentos na ordem de R$ 85 milhões em energia fotovoltaica no ano de 2019.
Ainda de acordo com o relatório apresentado pelo Banco do Brasil, 56% dos recursos do FCO Rural foram para operações até R$ 100 mil. Apenas 7% acessaram créditos acima de R$ 1 milhão. A grande maioria das operações é feita pelos pequenos e médios produtores rurais de Mato Grosso.
Já para projetos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) foram R$ 159,9 milhões contratados de janeiro a outubro deste ano. Foram realizados 35 contratos até R$ 99 mil, 32 contratos de R$ 100 mil a R$ 500 mil e 32 contratos de R$ 500 mil a R$ 1 milhão.
De acordo com o superintendente de Política da Agricultura e Pecuária da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Eldo Leite Gatass Orro, as operações abaixo de R$ 1 milhão podem ser feitas pelos interessados diretamente no Banco do Brasil. As operações acima de R$ 1 milhão devem passar pela Câmara de Política Agrícola e Crédito Rural (CPACR) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.
Os empresários que quiserem investir na área rural e precisam de crédito do FCO Rural devem procurar o Banco do Brasil e iniciar o processo na instituição bancária.
Fonte: Só Notícias (foto: assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.