Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Podemos, partido de Selma Arruda, também deve disputar a eleição suplementar ao Senado. A avaliação é do presidente do diretório estadual da sigla, deputado federal José Medeiros, que ainda trata o assunto com cautela, conforme recomendação da executiva nacional.
“Como ela encontra-se ainda em mandato, o Podemos, até por respeito à senadora, não autorizou ninguém ainda a tratar do tema. A única coisa que abriu foi o seguinte: quando, e se acontecer, o Podemos vai com todas as forças para manter a totalidade de senadores que tem, porque a meta é se tornar a maior bancada do Senado. Então, o Podemos disputaria esta eleição suplementar. Este é o limite que eu posso falar sobre este tema”, disse o parlamentar em entrevista a uma emissora da capital.
Segundo Medeiros, no momento, a “missão” do partido é prestar auxílio à senadora cassada. “Estamos imbuídos neste momento de ajudar a senadora e de ser parceiro dela neste  recurso que tem no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e ali dentro do Senado ainda junto ao presidente Davi (Alcolumbre). A gente almeja que ela possa ficar o máximo de tempo possível e, se houver mesmo, que possa ficar até o dia da eleição.”
O parlamentar ainda evitou apontar nomes de possíveis candidatos para a eleição suplementar. “Vai ser decisão da Executiva Nacional, eles vão decidir quem seria. É óbvio que temos nomes extraordinários aqui. Mas, como eu disse, eles que vão decidir”, resumiu.
Conforme Só Notícias já informou, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso retoma as atividades nesta quarta-feira (22). Neste dia, o colegiado definirá a data em que os mato-grossenses irão às urnas escolher o senador e seus suplentes. A data escolhida pelo TRE estará dentre as datas autorizadas pelo TSE.
Neste normativo, a Corte Superior permite a realização de eleição suplementar em 2020 nas seguintes datas: 12 de janeiro, 2 de fevereiro, 8 de março, 26 de abril, 10 de maio, 21 de junho, 22 de novembro e 6 de dezembro.
Em 10 de dezembro o Tribunal Superior Eleitoral manteve a decisão do TRE de Mato Grosso, que cassou o mandato da senadora Selma. O Acórdão do Recurso Ordinário foi publicado no dia 19 do mês passado. Nessa mesma data, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso foi oficialmente comunicado da decisão com a determinação da realização de nova eleição. Após a notificação da decisão do TSE, as unidades técnicas do TRE iniciaram as tratativas para o cumprimento da determinação da Corte Superior.
Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/reprodução)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.