Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Com base no índice, e levando em conta o resíduo de 2018 que a equipe decidiu repassar ao mínimo, o valor pode ir para R$ 1.045 .
O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve propor nesta terça-feira (14) ao presidente Jair Bolsonaro ajuste na medida provisória que fixou o valor do salário mínimo de 2020 em R$ 1.039. A ideia é aumentar o valor, para repor a inflação. A decisão final, segundo interlocutores de Guedes, é politica e será do presidente.
 
A equipe do ministro da Economia avalia que o melhor caminho é fazer uma mudança na MP já enviada ao Congresso. Ou, então, enviar uma mensagem ao Legislativo pedindo que a mudança seja feita durante a votação da medida.
 
O mínimo de R$ 1.039 foi fixado com base numa previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 de 4,1%, mas a taxa ficou acima disto, em 4,48%. Com base no índice, e levando em conta o resíduo de 2018 que a equipe decidiu repassar ao mínimo, o valor pode ir para R$ 1.045 .
 
Guedes terá hoje sua primeira reunião com o presidente depois de retornar de seu período de recesso de final de ano. O encontro está previsto para acontecer no início da tarde.
 
Técnicos da equipe econômica defendem o ajuste porque os benefícios acima do salário mínimo, pagos pela Previdência Social, vão ter uma correção pelo INPC de 4,48%. Ou seja, quem ganha um benefício equivalente ao mínimo ficaria com um reajuste menor, o que não é considerado justo pelos assessores de Guedes.
 
Além do ajuste na MP do salário mínimo, Guedes vai levar na sua agenda as medidas em estudo para acabar com o represamento na concessão de benefícios da Previdência Social. A ideia do Ministério da Economia é anunciar as propostas até quarta-feira (15).

Fonte: G1
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.