Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O local onde os restos mortais da criança foram encontrados é um poço que fica em uma propriedade que está sem uso.

 Reprodução - Redes Sociais
A Polícia Civil de Tabaporã localizou nessa quinta-feira, dia 16 de janeiro, a parte que faltava do corpo da menina Vitória, de apenas 06 meses de idade, que foi morta pelos pais e jogada em um poço na residência da família.
As buscas pela parte que faltava do corpo da bebê continuaram incessantes, desde que parte foi encontrada pelo Corpo de Bombeiros, após os pais serem presos em Goiás e indicarem o local onde haviam jogado a criança, no dia dia 09 de janeiro.
A cabeça esfacelada e será juntada com as outras partes do corpo, que serão encaminhados para a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) de Sinop.
A mãe e o padrasto da menina Vitória Gabryella Dias Lacerda, continuam presos em Jataí (GO), onde estavam escondidos em uma fazenda.
Para ludibriar a investigação, após jogar o corpo da criança no poço, o casal ainda cobriu o poço com troncos e manilhas para dificultar que o local fosse descoberto.
O casal tem histórico de maus tratos para com a criança e após matarem a bebê inocente fugiu para Jataí, no estado de Goiás, onde foi encontrado após o início das investigações que começaram após o Conselho Tutelar da cidade, que acompanhava o relacionamento entre o casal e a criança, terem notado o sumiço dos três.
O delegado aguarda resultado da necropsia para apontar se a bebê foi esquartejada antes de ser jogada no poço, mas já aponta que há indícios suficientes do cometimento de homicídio e ocultação de cadáver e o casal, Raquel Araújo Dias e Tiago Silva Lacerda, serão processados por esses crimes.
 Fonte: Social Show/Porto Notícias
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.