Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

sirene pol�cia militar pmNão bastasse todo o pânico gerado pelo coronavírus, nesta segunda (23) uma médica, de Cuiabá, foi levada à Delegacia para esclarecer informações compartilhadas sobre a pandemia em diversos grupos do Whatsapp. A pediatra teria repassado áudios afirmando um avanço descontrolado da doença,assegurando que suas fontes de informações seriam funcionárias do Laboratório do Estado.

“Ó, vou dar um aviso, não querendo assustar mas eu quero assustar, sim”, começa a gravação, daí em diante a médica relata que duas de suas pacientes são funcionárias do Laboratório Central do Estado (Lacen),onde 60 testes deram positivo para o corona vírus.

Ainda no áudio, a médica aponta um executivo que também estaria infectado após retornar de uma viagem à Bahia. Na gravação, ela diz que o homem ao voltar, teria acometido 9 funcionários de sua empresa.

“Ele viajou, eu acho que foi alguém que foi pra Bahia,fez exame em nove funcionário, os nove deram positivo pro corona”, continua a gravação.

Denunciada, a pediatra foi chamada para prestar esclarecimentos na Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gcat). Em sua defesa, a profissional disse que a intenção não era gera Pânico, apenas alertar seus familiares sobre o avanço da doença.

O delegado do Gcat, Eduardo Botelho, explicou que posterior a notificação da profissional, a mesma teria regravado áudios de retratação pública, o que dispensa processos a profissional de sanções penais”.

“O caso será arquivado diante da retratação feita. Mas fica o alerta sobre a responsabilidade em compartilhar informações que podem gerar pânico à população diante de um momento tão delicado que estamos”, orientou o delegado.

   O delegado ressalta ainda que a Gerência está em constante monitoramento para evitar climas de histeria.  "Outros casos ja estão com notificações em andamento para esclarecimento de informações que estão compartilhando nas redes sociais. Precisamos evitar o tumulto social", alertou Botelho.

Fonte: Dayanni Ida/RD News



Ouça áudio
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.