Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O governador Mauro Mendes (DEM)  afirmou, ontem, aos 141 prefeitos que fará parcerias para ampliar a rede de atendimento de Saúde como forma de prevenção ao coronavírus. Na mensagem encaminhada, ontem, aos chefes dos executivos municipais, Mendes alertou que todo o poder público terá que adotar medidas rigorosas “para conter a propagação do vírus e dar o tratamento adequado para aqueles que tenham complicações mais graves”. “Está sendo amplamente noticiado que em torno de 80% dos infectados terão sintomas leves, enquanto 20% terão sintomas mais severos e graves. São estes 20% que precisam receber atendimento nas unidades de saúde”, disse.
O governador detalhou aos prefeitos quais foram as principais medidas tomadas até o momento pelo Governo do Estado em relação à pandemia, a exemplo da suspensão das cirurgias eletivas nos hospitais regionais; contratação emergencial de mais profissionais na área da Saúde; compra emergencial de equipamentos, medicamentos e EPI, embora esteja em falta no mercado; a construção de um hospital de 200 leitos, que se somarão aos outros 60 no Hospital Metropolitano de Várzea Grande para ser a referência estadual para tratar o coronavírus. “Vamos ampliar também as referências regionais em parceria com vários municípios. Falaremos com os municípios para aumentarmos a rede de atendimento em todo o Mato Grosso”, garantiu.
As medidas restritivas de contato social também foram elencadas pelo governador. Ele alertou que a Polícia Militar está pronto para fazer cumprir os decretos estaduais em todos os municípios, de forma a proteger a população. “Entre estas restrições estão o fechamento de bares, lanchonetes e conveniências; fechamento de restaurante, exceto nas rodovias ou aqueles que fizerem entrega ou retirada rápida no local; suspensão de parques, clubes, cinemas, jogos de futebol, reuniões em igrejas e transporte intermunicipal”.
Mendes explicou que o Estado não proibiu o comércio e a indústria de funcionar, mas exige que adotem o distanciamento de 1,5 m e as medidas e higiene. “Temos que preservar as atividades na área da Segurança, Saúde Pública e privada, alimentos, medicamentos e outras imprescindíveis ao consumo do mato-grossense” e também pediu união entre as prefeituras e o governo para fortalecer o combate ao Covid-19. “Precisamos salvar vidas e vencer este momento difícil e diferente. Com fé em Deus e acreditando na força do povo de Mato Grosso, seremos capazes de vencer, também, as dificuldades econômicas geradas por este momento. Estamos trabalhando muito e tenho fé que Mato Grosso vai sair fortalecido dessa batalha”, concluiu.
fONTE:Só Notícias (foto: Christiano Antonucci/assessoria/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.