Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A Nexa acaba de se tornar signatária de uma carta compromisso para ampliar e fortalecer a presença das mulheres na mineração. O documento, assinado pelo CEO Tito Martins, integra a empresa à iniciativa liderada pelo movimento Woman In Mining Brasil (WIM Brasil) e apoiada pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). Consolidado no início de 2019, o WIM Brasil tem como objetivo ampliar e fortalecer a participação das mulheres no setor minerário.
O ato reafirma o compromisso da Nexa em promover a inclusão feminina em suas operações e projetos. O Projeto Aripuanã, que está em fase de implantação no noroeste do Estado, caminha a passos largos nessa direção. Em parceria com o Senai-MT, a Nexa está desenvolvendo o Programa de Qualificação Profissional para formação de jovens e adultos do município e região para o mercado de trabalho em geral. Das 500 vagas ofertadas, 54% foram preenchidas por mulheres.
Para o gerente geral de Mineração do Projeto Aripuanã, Rodrigo Fonseca, a construção da mineração do futuro passa pelo avanço da participação de mulheres no setor. “Desde sua concepção, o Projeto Aripuanã foi pensado para ser referência na valorização da mão de obra feminina, especialmente na fase de operação. O acordo firmado pela Nexa certifica o que já estamos construindo em Aripuanã. Sempre entendemos que lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive na mineração”, avalia.
Josiane Seixas, gerente de Planejamento de Mina do Projeto Aripuanã, ilustra bem esse princípio. Formada em Engenharia de Minas e com mais de 15 de anos de atuação na mineração, avalia que o setor está cada vez mais aberto a mão de obra feminina, inclusive para cargos de liderança. “O cenário mudou ao longo dos anos e é uma conquista para todo o mercado, não só da mineração. Ser mulher não impede de exercer a minha profissão”, considera. 
O Women in Mining é um movimento internacional que busca aumentar a participação das mulheres em todos os níveis, principalmente em cargos de liderança, transformar a indústria mineral em um setor mais inclusivo e diverso; fomentar a contratação de empresas com lideranças femininas e empoderar as mulheres presentes nas comunidades.

Fonte: Assessoria Thiago Itacaramby
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.