Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A Federação Mato-grossense de Futebol já sabe o que fará com o montante de R$ 120 mil concedido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) às entidades estaduais. O diretor de competições Diogo Carvalho, afirmou, ao Só Notícias, que o valor será integralmente destinado para pagamento das férias coletivas aos servidores da federação.
“Com a paralisação do campeonato, assim como todos os clubes, fomos obrigados a conceder essas férias coletivas a todos os colaboradores. Esse dinheiro, em forma de doação, será utilizado para pagamento dessa ação agora”, destacou.
A federação definiu, na última semana, a concessão das férias. A previsão de retorno é para o dia 22 de abril “se assim a situação permitir”. Na ocasião, o comunicado foi feito por meio da resolução 003/2020, assinada pelo presidente Aron Dresh e tem embasamento jurídico na medida provisória 927 do governo federal.
Diogo ainda revelou que o Mato-grossense será encerrado dentro de campo. “Nós deveremos ter uma posição da CBF na segunda quinzena deste mês, sobre o que fazer, porém o cancelamento da competição está descartado, até porque nós precisamos honrar o compromisso assumido com os patrocinadores. O campeonato foi mais de 76% realizado e precisamos terminar” garantiu.
Conforme Só Notícias já informou, o Operário Várzea-grandense, União de Rondonópolis, e o Luverdense da Série D também receberão a quantia da CBF. A diretoria do LEC informou que ainda não decidiu o que fará com o auxílio financeiro. Os demais clubes ainda não posicionaram.
Ao todo a CBF repassará R$ 19 milhões, a fundo perdido, para socorrer equipes e federações durante a crise causada pela pandemia do novo Coronavírus. De acordo com a assessoria da entidade, 140 clubes serão beneficiados, com o apoio das Federações Estaduais.
Só Notícias/Luan Cordeiro e Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (foto: Júlio Tabile/arquivo)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.