Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

O Estado de Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde cerca de 3 mil comprimidos do medicamento cloroquina para serem usados como terapia auxiliar no tratamento de casos graves de coronavírus, mais especificamente em pacientes hospitalizados.
A confirmação da chegada dos remédios foi anunciada pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo. “Apesar de não ter nenhum estudo científico concluído sobre a eficácia do medicamento no enfrentamento ao coronavírus, o Ministério autorizou a utilização do remédio como terapia adjuvante no tratamento de casos graves da doença, em pacientes hospitalizados, devido às experiências promissoras realizadas em outros países”.
O secretário ainda alerta sobre o perigo da automedicação, já que o uso do remédio sem prescrição médica coloca qualquer pessoa em risco eminente, podendo gerar sérias complicações no organismo, como retinopatia e distúrbios cardiovasculares.
“Reforço que esse remédio não pode ser usado ao apresentar algum tipo de sintoma semelhante ao coronavírus e nem como prevenção à COVID-19. A prevenção é aquela básica que todos já sabem: lavar as mãos com água e sabão, usar máscara e ficar em isolamento social, se possível”, lembra Gilberto.
As equipes da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) trabalham para realizar, nesta semana, a distribuição do medicamento aos hospitais de referência que estão habilitados para atuar no tratamento dos pacientes com coronavírus.
O uso do medicamento foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento da COVID-19 em pacientes com quadro clínico agravante, seguindo as instruções do Ministério publicadas na Nota Informativa nº 5/2020-DAF/SCTIE/MS.
Dados da COVID-19 em Mato Grosso
O último boletim divulgado no final da tarde desta quinta-feira (02.04), pela SES, mostrou que Mato Grosso tem 41 casos confirmados da doença. Deste total, 14 estão hospitalizados e outros 27 pacientes estão em isolamento social em tratamento domiciliar.
Ainda de acordo com o boletim, o maior número de casos confirmados está na capital Cuiabá, com 25, seguido de 5 em Rondonópolis, 4 em Várzea Grande, 3 em Sinop, 2 em Tangará da Serra, 1 em Nova Monte Verde e 1 em Lucas do Rio Verde.
No final da tarde desta sexta-feira (03.04), será divulgada mais uma Nota Informativa com os números atualizados do novo coronavírus. O documento estará disponível no site da SES, que pode ser acessado pelo link: http://www.saude.mt.gov.br/informe/584 .
Além disso, o detalhamento de casos por municípios de Mato Grosso será apesentado por meio da coletiva de imprensa virtual com o secretário estadual de Saúde, transmitida pelo Instagram e Facebook do Governo do Estado, às segundas, quartas e sextas-feiras.
Em perspectiva nacional, os dados da Plataforma Integrada de Vigilância do Ministério da Saúde, atualizados na quinta-feira (02.04), confirmou 7.910 casos da Covid-19. Além disso, o país já registra 299 óbitos, até o momento.
Recomendações e cuidados básicos
·    Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
·    Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com
pessoas doentes ou com o meio ambiente;
·    Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
·    Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
·    Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
·    Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
·    Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
·    Manter os ambientes bem ventilados;
·    Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.