Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou a “Operação Juruena” em municípios do extremo noroeste de Mato Grosso. A ação tem como objetivo aumentar a segurança na região, garantir a continuidade do abastecimento e permitir o escoamento da produção local. A operação segue até o final do período de chuvas.
Desde janeiro deste ano, mais de dez policiais rodoviários federais estão na região, em conjunto com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que realiza obras de melhorias na BR-174, nos municípios de Castanheira, Juruena e Colniza.
As equipes da PRF realizam a fiscalização de veículos de carga fora dos padrões legais, com excessos de peso e dimensões, pois deterioram a rodovia, podem inviabilizar o tráfego no período chuvoso e isolar as localidades. Além de garantir a segurança dos veículos e pessoas que transitam na área de execução da operação, os policiais também asseguram o trânsito de bens, alimentos, remédios, entre outras mercadorias importantes, assim como o escoamento da produção agropecuária.
Trafegabilidade
A BR-174 possui mais de 1,1 mil quilômetros de extensão. Os segmentos mais sensíveis da rodovia federal são os não pavimentados, localizados no extremo noroeste de Mato Grosso, na divisa com os estados de Rondônia e Amazonas. O trecho não pavimentado tem 363 quilômetros entre Castanheira, Juruena e Colniza.
O DNIT atua na manutenção emergencial da rodovia com 70 maquinários. São utilizadas escavadeiras, motoniveladoras, rolo compactador, tratores e caminhões basculantes. Nos pontos críticos da BR-174, as equipes do órgão estão colocando materiais pétreos e executando ações de melhoria de drenagens das águas, além da recuperação de pontes de madeira.

Fonte: PRF MT
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.