Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Cada família irá receber R$ 2.400,00, a título de fundo perdido, que deverão ser investidos na infraestrutura básica da produção

O Governo de Mato Grosso firmou no ultimo dia 13 de maio, o Acordo de Cooperação com o Governo Federal para o repasse de R$ 2,4 milhões que serão investidos no fomento às propriedades rurais do Estado.
O programa tem a meta de promover o acesso à alimentação de qualidade e incentivar o processo produtivo dentro das propriedadesO documento assinado pelo governador Mauro Mendes, pelo secretário de Estado de Agricultura Familiar (SEAF), Silvano Amaral e pelo presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renaldo Loffi formaliza o repasse de recursos para execução conjunta do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais.
Em Mato Grosso, o programa irá atender mil famílias em 25 municípios, em situação de vulnerabilidade social. Cada família irá receber R$ 2.400,00, a título de fundo perdido, que deverão ser investidos na infraestrutura básica da produção e ações de fomento à inclusão socioprodutiva.
Os recursos são oriundos do Ministério da Cidadania (MC), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e tem a meta de promover o acesso à alimentação de qualidade e incentivar o processo produtivo dentro das propriedades.
“Mais uma vez o Governo do Estado assume sua responsabilidade na busca do fortalecimento de ações que visam mitigar os impactos causados com o avanço do coronavírus em Mato Grosso, principalmente no tocante aos agricultores familiares, tão afetados pelas restrições na venda dos produtos”, explicou Mendes.
O governador detalhou ainda o montante dos recursos e sua destinação. “Já temos garantido o repasse de R$ 2 milhões para a aquisição de alimentos da agricultura familiar, que serão adquiridos dos produtores e doados às famílias e entidades em situação de vulnerabilidade. Também já temos confirmado o repasse de mais R$ 2,4 milhões que será destinado à estruturação das atividades nas propriedades rurais e na inclusão socioprodutiva”, adiantou.
A Empaer é responsável pelo levantamento socioeconômico das famílias, oferta de assistência técnica e extensão rural, elaboração dos projetos produtivos, entre outras ações que envolvem o programa.
Entre os principais critérios para participar, as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único com renda per capita de até R$ 89,00, ter elaborado em conjunto com o técnico responsável, o planejamento produtivo para aplicação dos recursos e residir em municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).   
Fonte: Naiara Martins | SEAF/MT
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.