Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Desde início de 2020, Sema já aplicou mais de R$ 470 milhões em multas

Divulgação da açãoAgentes de fiscalização e de segurança pública do Governo de Mato Grosso apreenderam seis máquinas utilizadas em desmatamento ilegal no Noroeste de Mato Grosso. Desde do dia 19 de maio, fiscais da Secretaria de Meio Ambiente, Indea, policiais e bombeiros militares percorrem os municípios de uma das regiões mais afetadas pelos crimes ambientais.

Em Juína e Juruena foram encontradas duas máquinas em cada município, enquanto em Comodoro e Cotriguaçu foi apreendida uma máquina na zona rural de cada uma das cidades.

Todo maquinário utilizado nos desmatamentos ilegais flagrados foi removido e conduzido para o pátio da Sema, em Cuiabá. A partir do retorno das equipes para a Capital, será feito o trabalho de confecção de dinâmicas de desmate, processo em que é realizada a medição exata dos polígonos, posicionamento na carta imagem, tipificação dos ilícitos e identificação das áreas de reserva legal para cálculo das multas e das áreas embargadas.

A ação integra a Operação Amazônia Arco Norte que foi lançada pelo Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, a Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais (Cedif-MT) em 13 de maio deste ano. As atividades de comando e controle no âmbito da operação seguem até o final de 2020.

O Cedif-MT, grupo presidido pelo governador Mauro Mendes, reúne a Casa Civil, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto de Defesa Agropecuária (Indea). Também estão convidados a participar do Comitê o Ibama, ICMBio, Incra, Forças Armadas e os ministérios Público Federal e Estadual.

Repressão

Desde janeiro de 2020, a equipe da Superintendência de Fiscalização da Sema (SUF/Sema) já esteve em mais de 900 pontos de desmatamento com base nas informações fornecidas pela Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal (imagens satélites Planet), resultando na aplicação de mais de R$ 470 milhões em multas por crimes contra flora.

Isso o que inclui desmatamento ilegal, incêndios, transporte e armazenamento irregular de madeira, dentre outros. A maior parte das multas foram aplicadas nos municípios de Colniza (R$ 81 milhões), Feliz Natal (R$ 75 milhões) e Itiquira (R$ 24 milhões).

Ao longo das 17 operações já realizadas este ano, foram apreendidas 89 máquinas, sendo 31 tratores de esteira e 58 de pneu, e 21 motosserras. As máquinas são removidas do local do crime com o apoio do programa Rem Mato Grosso, iniciativa global premia nações que apresentam resultados positivos de conservação de florestas, viabilizada de forma conjunta pelos Governos da Alemanha e Reino Unido.

Fonte: Assessoria
Juína News
Marcadores: , ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.