Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

Ainda que a colheita esteja concentrada entre os meses de junho e julho, Mato Grosso já vendeu, de forma antecipada, 94% da produção de girassol. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) os produtores apostaram no cultivo da cultura no Estado conseguiram “bons preços para o produto convencional” – a saca de 60 quilos é vendida em Cuiabá por cerca de R$ 70.

Apesar disso, a Conab aponta que houve queda na produção mato-grossense. Ainda em maio, a companhia previu a redução na área plantada de 33,7%, passando de 38 mil hectares, registrados na safra anterior, para 25,2 mil hectares. Os números foram mantidos no boletim divulgado este mês. “A cultura tem perdido bastante espaço em âmbito estadual devido à competição com outras culturas de segunda safra, como o algodão e o milho, que apresentam maiores rentabilidades”.

Por outro lado, a Conab revisou os números e previu um maior produtividade no Estado, que deve chegar a 1.577 quilos por hectare, ainda apresentando redução de 1,3% em relação à safra passada. No entanto, representa uma melhor projeção em relação ao que havia sido divulgado em maio (queda de 2,3%).

Com a diminuição na área plantada e queda na produtividade, a previsão da Conab é de que a produção mato-grossense de girassol diminua 34,6%, passando de 60 mil para 39,7 mil toneladas. Ainda assim, o Estado deve seguir como maior produtor da cultura. Goiás aparece em segundo, com previsão de produzir 31,4 mil toneladas (15,8% a menos que na safra anterior).

Em Mato Grosso, o plantio do girassol foi encerrado em março.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/assessoria)

Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.