Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT


 Fazer esse cálculo é mais simples do que aparenta ser, basta ter foco, um pouco de raciocínio lógico e é claro, fazer pesquisas...

Crédito imagem: Pexels

Infelizmente não podemos colocar à venda nossos imóveis em Campo Grande por um valor qualquer, apenas porque achamos que esses é o valor justo a ser cobrado, precisamos fazer uma análise para se calcular qual o seu real valor. E esse artigo foi escrito na intenção de lhe ajudar nessas tarefa, para que você entenda mais sobre o assunto e possa ter uma noção do valor base do seu imóvel, podendo fazer uma melhor análise sobre as propostas feitas por sua propriedade.

Lembrando que é sempre bom que você tenha o auxílio de um corretor ou algum profissional que entenda bem sobre o assunto, para que ele possa de ajudar da melhor forma possível, tirando qualquer dúvida que possa surgir durante esse processo.



Então vamos aos pontos que você deverá ficar atento na hora de calcular o valor do seu imóvel, se concentrando primeiramente em suas características físicas, deixando totalmente de lado o seu apego pelo imóvel, voltando todas as suas energias para o seu lado lógico, pois suas lembranças ou sentimento de carinho pela propriedade podem atrapalhar seu discernimento, fazendo com que você não consiga colocar um valor justo, exagerando na quantia que irá solicitar pela venda.



1º - Tamanho do imóvel



Verifique qual a metragem do seu imóvel, tanto na parte interior, quanto na parte exterior, calculando toda a metragem do terreno. Após ter feito isso, faça uma pesquisa, para que você saiba qual o valor do m² estabelecido para o seu tipo de imóvel, na região na qual ele se encontra e além disso de uma volta pelos arredores, verificando a vizinhança, comércios próximos, mobilidade, transporte, áreas de lazer, segurança e etc… Por conta de que isso influencia diretamente no valor, já que áreas que são de difícil acesso por exemplo, são menos valorizadas do que as que possuem fácil acesso á centros ou outras áreas da cidade de modo rápido.



2º - Estado de conservação do imóvel



Ninguém gostaria de comprar um imóvel caindo aos pedaços, certo!? Então antes de mais nada, realize uma vistoria no local, fazendo uma varredura em todos os cantos possíveis, verificando as paredes, pisos e teto, checando se a parte hidráulica e elétrica estão funcionando e não há nenhum risco de vazamentos ou incêndios por conta de fios desencapados que são extremamente perigosos, olhe as janelas e portas e etc… E caso seja necessário, faça uma reforma, reparando os erros e até mesmo deixando o imóvel com o aspecto mais novo, renovando a pintura por exemplo, afinal a primeira impressão é a que fica e é muito bom que seja a melhor possível.

Quanto mais seguro, limpo e bonito seu imóvel estiver, mais ele valerá e mais rápido você irá conseguir vender.



3º - Infraestrutura da região


Os arredores irão valorizar, ou não as casas e apartamentos à venda em Campo Grande que existem na região e isso é um fato inegável! Nos dias de hoje todos querem praticidade e ter mercados, farmácias, lojas com nichos variados, além de uma boa mobilidade para transitar na região, é essencial na correria do dia a dia, então quando melhor estruturado for o bairro e a cidade na qual o seu imóvel se encontra, mais valorizado ele vai ser. Um exemplo nítido disso, é que os imóveis que ficam na região central das cidades, são mais caros do que os que são localizados nas zonas mais afastadas, pelo fato de terem tudo a poucos metros de distância, facilitando muito a vida do habitantes aumentando o valor das propriedades automáticamente e segundo Lindemberg, a infraestrutura da região é responsável por até 25% do valor total do imóvel.


4º - Áreas de lazer


Se você parar para analisar, pode verificar que os imóveis à venda que possuem áreas de lazer, são mais caros do que os mais simples, que não possuem esse diferencial, ou seja, casas para vender em Campo Grande que estão dentro de condomínios com academias, brinquedotecas, piscinas, áreas gourmet e esses mimos, recebem uma valorização bem maior.

Então caso a residência que deseja vender possua áreas de lazer como essas, leve em consideração e inclua isso em seu valor.


Definir um preço para seu imóvel não é algo tão complicado, porém exige paciência e um pouco de pesquisa, então não tenha peça na hora em que for colocar um preço em sua propriedade. E é aconselhável que você solicite a ajuda de um profissional para fazer uma vistoria no seu imóvel, assim ele pode explicar de forma mais detalhada o processo para que você possa enfim colocar um valor, para efetuar a venda de forma justa financeiramente para você e para o seu futuro comprador.



Gostou desse artigo? Então compartilhe em todas as suas redes sociais com seus amigos!
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.