Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

 Em São José do Rio Claro ( 350 quilômetros de Cuiabá), policiais prenderam quatro suspeitos de tráfico de droga, apreenderam uma arma de fogo (revólver calibre 22) com cinco munições intactas, 1,2 quilo de pasta base de cocaína, duas balanças de precisão e um caderno com anotações de nomes e valores que supostamente seriam de pessoas que contraíram dívidas com os traficantes.

Também foram apreendidas dezenas de pinos em material plástico, recipientes usados habitualmente para armazenar porções de droga, além de dois aparelhos de rádio comunicação, celulares, entre outros objetos. Essa ação policial foi desencadeada a partir de uma denúncia anônima sobre o funcionamento de um ponto de tráfico de droga no bairro Planalto. O comando da 18ª Companhia apurou a denúncia, montou uma operação e cercou a quadra onde a casa está instalada.

O chefe da ‘boca de fumo’, um homem de 29 anos, ainda tentou fugir do local. Correu pelos fundos, dispensou uma sacola com droga, mas acabou cercado e preso. A droga que ele havia tentado esconder era 1,2kg de pasta base, que os policiais encontraram dentro de uma fossa séptica no quintal da casa.

Contra um dos suspeito, de 22 anos, a PM ainda descobriu uma mandado de prisão em aberto. Essa operação empregou sete policiais, incluindo a equipe que estava de folga e se voluntariou para essa ação de repressão do tráfico.

Os quatro suspeitos, entre os quais uma mulher de 35 anos, e um rapaz de 18, e todo o material apreendido foram entregues na Delegacia da Polícia Civil. Os quatro podem responder por tráfico, posse ilegal de arma e associação para o tráfico.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.