Bem-vindo(a). Hoje é Juruena - MT

 Juína demorou, mas também adotou medidas semelhantes de combate à Covid.

                                                 Dr. Cássio Prado - PTB

O prefeito de Porto Feliz, em São Paulo, Cássio Prado (PTB), cidade com cerca de 50 mil habitantes, foi um dos pioneiros no país a distribuir um kit de medicamentos composto por azitromicina, ivermectina, cloroquina entre outros, para o tratamento precoce da Covid-19. No último domingo (15) ele foi reeleito com 25.318 votos, ou seja, 92,10%. Há 04 anos, Prado havia sido eleito com 12.084 votos (50,22%). A atitude de fazer algo durante a pandemia para ajudar a população contra o novo vírus, pode explicar a grande aprovação do prefeito nas urnas.
 
O segundo colocado conseguiu apenas 1.566 votos (5,70%), enquanto o terceiro, 607 votos (2,21%).
 
RELEMBRE:
Ao Repórter em Ação, médica explica o tratamento precoce da Covid-19
 
Cássio Prado que é médico, se tornou conhecido no Brasil inteiro quando apresentou um protocolo de tratamento precoce contra a Covid-19. O movimento ganhou força e adesão de diversos profissionais da saúde. Estados e cidades passaram a copiar o modelo e implantar respectivamente a distribuição de medicamentos à população. 
 
Juína inclusive, após muita polêmica e pressão da sociedade, adotou o novo protocolo. Mesmo contra a vontade da secretária de saúde Leda Villaça, o prefeito Altir Peruzzo (PT) comprou os medicamentos e criou um centro específico para receber os pacientes com suspeita do novo coronavírus. Mas o vírus já havia feito um grande estrago. Três meses após a implantação do novo protocolo, Villaça reconheceu seu benefício. 
 
Até o dia 16 de novembro, o município de Juína contabilizava 1.078 casos confirmados, 06 aguardando resultado de exames, 1.029 pessoas recuperadas e 39 óbitos.
 
Porto Feliz que está a 90 km de distância de São Paulo, um dos epicentros da doença no país, registrou até o dia 23 de outubro, 13 mortes em decorrência da Covid-19.

Por: Repórter em Ação
Marcadores: ,

Postar um comentário

O Portal DN Notícias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.
Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.